Ramos de Cultura

JMJ – Manifestação pacífica e de FÉ

Holá muchachos! Despues de um mês intenso de portunhol venho aqui relatar em fragmentos as experiências vividas na Jornada Mundial da Juventude! O mundo tomou a cidade do Rio de Janeiro. Por volta do dia 8 de julho começou o desembarque na Normandia ^^  estoy bromiando jaja para esta que foi a maior Manifestação que o Brasil já viveu e provavelmente não viverá outra parecida.

Polônia - Brasil em Copacabana

Polônia – Brasil em Copacabana

Leia mais…

Anúncios

Horizonte Distante… distante…

A linha tênue foi rompida, o salto da pedra foi longe demais, o passo foi maior que a perna e o horizonte a cada dia mais distante a ponto de não conseguir ver o que está atrás e nada mais, nada menos são 2 mil anos né ¯\_(ツ)_/¯

Do Alto da Pedra, eu busco impulso para saltar... no horizonte distante

Do Alto da Pedra, eu busco impulso para saltar… no horizonte distante

Leia mais…

A Revolução (Pacífica) dos Bichos!

Bem, depois dos fatos ocorridos: manifestações, passeatas, o povo nas ruas… e vai por aí acabei lembrando da Revolução do Bichos.  Ambos “animais” lutando por uma vida melhor, ambos “animais” não enxergam além. Todo mundo quer e deve ter uma vida melhor? SIM, mas é claro! A questão é que todo mundo sabe gritar, ir as ruas, chorar, espernear, quebrar, vandalizar, ri…. mas pensar nem todos conseguem. Então caro amigo, leia a síntese abaixo (não foi escrita por mim :P) leia o livro e veja o filme. Perceba que os gritos de guerra tem o mesmo sentido: Liberdade (companheiros), Riqueza, Futuro… e veja que uma história está se repetindo!

Livro - Revolução dos Bichos!

Livro – Revolução dos Bichos!

Leia mais…

Ó Pátria Amada, Salve Salve o Reino dos Céus

Uma frase tem ficado na minha cabeça nos últimos dias: “Buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça e todas estas coisas vos serão dadas em acréscimo.” (Mateus 6,33)

Reino dos Céus

Reino dos Céus

Leia mais…

Martírio da Verdade – Homilia Pe. Demétrio

E ae galera! Esse texto na verdade é uma homilia proferida pelo Padre Demétrio na Canção Nova em aprofundamento para universitários e como diz meu amigo Adriano “Uma pregação quando boa, suas palavras não perdem o brilho”. Então transcrevi com a ajuda da amiga Noeli e separei e enumerei os paragráfos para você ir lendo e não se perder e caso tenha preguiça só escutar no youtube 😉 o importante é consumir esse conhecimento e entender o que é ditadura do relativismo, sentimentalismo, Verdade e ser Cristão! Vamos lá!!!

Martírio de São João Batista -

Martírio de São João Batista – “se você quer destruir a Verdade você vai ver que não consegue, então você tem que destruir a voz que anuncia a Palavra, a voz que anuncia a Verdade” Pe. Demétrio

Solenidade de Corpus Christi – Tapete de Sal

Olá! Já faz um tempo que não escrevo com minhas próprias palavras aqui :/ maaaaaaas para felicidade de todos e da nação contarei o fato ocorrido na Solenidade de Corpus Christi (não adentrarei no mistério histórico nesse artigo). Um testemunho rápido e simples que envolve um dos Ramos de Cultura 😀 pelo qual sou apaixonado a Arte! Só um básico sobre os Tapetes de Sal: surgiu na Europa esta festa em memória do Corpo e Sangue do Senhor para que não esqueçamos o seu real valor e não fosse banalizado algo que vem acontecendo atualmente. E o porque dos Tapetes de Sal? Os tapetes são confeccionados para o Procissão do Senhor e o sal para simbolizar a purificação da Terra. (Alguns lugares os tapetes são feitos com serragem, flores…) Vamos ao testemunho 😉 (ah vou contar essa história por que acabo sempre contando e tals aí é preciso repetir tudo :/ agora é só eu pegar o link jogar hehe)

Tapete de Sal - Corpus Christi 2013

Tapete de Sal – Corpus Christi 2013 (sim a foto eu que tirei e inverti significa como é transcendental o Corpo de Cristo.

Leia mais…

Por que a Beleza Importa – tudo é arte e nada é arte? (Parte 7 – Final)

(Cont) Roger Scrutton

E sobre as coisas que não são trágicas, mas apenas sórdidas ou depravadas, Pode a arte encontrar beleza nelas? Esta pintura de Delacroix, nos mostra a cama do artista, em toda a sua sórdida desordem. Ele imprime beleza em algo que não a possui e transmite um tipo de bênção em seu próprio caos emocional. Delacroix diz: “Veja como estes lençóis relembram os pesadelos e a energia atormentada da pessoa que estava nela e como as luzes capturam isto, como se ainda estivessem animadas pelo dormente” A cama é transformada pelo ato criativo e se transforma em um vívido símbolo da condição humana, que estabelece uma ligação entre nós e o artista.

Delacroix

Delacroix

Leia mais…

Por que a Beleza Importa – tudo é arte e nada é arte? (Parte 6)

(Cont) Roger Scrutton

Se olharmos para a historia da beleza ideal, veremos que filósofos e artistas tiveram boas razões para conectar o belo e o sagrado. E de ver nossa necessidade de beleza como algo profundo em nossa natureza. Parte de nossa necessidade de consolação, em um mundo de perigos, tristeza e sofrimento.

Êxtase de Santa Theresa - Gian Lorenzo Bernini

Êxtase de Santa Theresa – Gian Lorenzo Bernini

Leia mais…

Por que a Beleza Importa – tudo é arte e nada é arte? (Parte 5)

(Cont) Roger Scrutton

A idéia de que o mundo é intrinsecamente significativo, coberto de um encantamento que não necessita de doutrina religiosa para percebê-lo, uma vez que é uma profunda necessidade emocional. A beleza não foi colocada no mundo por Deus, mas descoberta nele pelas pessoas. O ideal de Shrewsbury encorajava o culto à beleza, que elevava a apreciação da arte e da beleza ao papel que fora ocupado pelo culto à Deus. A beleza deveria preencher o vazio com o “formato de Deus”, criado pela ciência. Artistas não eram mais ilustradores das historias sagradas, a serviço da Igreja; eles estavam descobrindo as historias por si mesmos, ao interpretar os segredos da natureza. Campos, que costumavam ser meros panos de fundo para imagens sagradas, se tornaram o foco, com humanos apenas de figuração.

Raphael - The small Cowper Madonna

Raphael – The small Cowper Madonna

Leia mais…

Por que a Beleza Importa – tudo é arte e nada é arte? (Parte 4)

(Cont) Roger Scrutton

Estes são momentos atemporais, em que sentimos a presença de outro e mais elevado mundo. Desde o começo da civilização ocidental, poetas e filósofos viram a experiência da beleza como uma aproximação com o divino. Platão, escrevendo em Atenas no séc IV a.C, argumentou que a beleza é o sinal de uma outra ordem, superior.

“Contemplando a beleza com os olhos da mente, ele escreveu, você será capaz de nutrir a verdadeira virtude e se tornar amigo de Deus.”

Platão

Platão

Leia mais…

Navegação de Posts

%d blogueiros gostam disto: